Capital de giro em uma franquia – aprenda como funciona!

Entender o conceito de capital de giro e o impacto disso no sucesso de sua franquia é fundamental. Para um empresário, seja ele experiente ou não, esse é um dos assuntos mais importantes e que terá impacto direto na gestão do negócio.

Abrir um negócio é uma atividade que traz consigo uma série de desafios. Com certeza a pesquisa e os estudos é um dos pontos mais importantes. Ainda que você não seja especialista em tudo, precisa entender como as coisas funcionam.

No que diz respeito ao capital de giro, estamos falando de algo absolutamente importante. Esse termo refere-se aos custos essenciais para que a empresa funcione, e para que se mantenha na atividade, cumprindo com a sua proposta.

Como funciona isso quando estamos falando de franquia? Afinal, a produção e a distribuição os produtos ficam por conta dos franqueados. Quais são os custos essenciais para quem faz parte da marca enquanto franqueado?

Tire as suas dúvidas sobre Capital de giro em uma franquia!

Assim como acontece em qualquer outro tipo de investimento, o mercado de franchising depende de um capital inicial, que é injetado para a aquisição dos direitos de trabalhar com determinada marca.

Mas, é preciso pensar além. Quando você abre um negócio, precisa ter também uma reserva para garantir o funcionamento da empresa desde a sua abertura até a geração de lucros.

Antes de inaugurar a sua unidade franqueada, você precisa saber quais são os custos e os gastos da atividade franqueada. É muito comum que os empresários pensem apenas no valor que vão pagar pela franquia, mas acabem deixando os outros cálculos de fora.

LEIA  Inteligência de Negócios: o que é e como implementar na sua empresa?

Esse é um erro considerado grave, pois, ele pode comprometer a saúde financeira do negócio já na largada. Afinal, se você não tiver fôlego para manter as portas abertas até que o lucro comece a entrar, talvez o seu investimento se torne uma perda de dinheiro

Contar com uma consultoria financeira pode ser a solução!

Nem sempre é fácil calcular todos os custos que envolvem uma franquia. Sendo assim, o mais aconselhável é que o empreendedor aposte na consultoria profissional. Existem alguns pontos que devem ser analisados:

  • Porte da franquia:

As redes franqueadas conseguem dizer aos interessados qual é o capital de giro médio para manter a estrutura. Isso varia muito de uma marca para a outra, sendo que fatores como o porte e o potencial da empresa são os mais importantes.

  • Pensando nos gastos:

O capital de giro em uma franquia é composto por uma série de números. Alguns dos valores que compõem essa conta, e que costumam se repetir em várias empresas, são os seguintes:

  • Contas de água e de energia;
  • Aluguel ou o condomínio;
  • Pagamento dos fornecedores;
  • Custos dos funcionários;
  • Renovação de estoque;
  • Rateios, entre outros.

Todos esses valores juntos, e mais qualquer outro que seja essencial para o funcionamento da empresa, compõe o chamado capital de giro e precisa ser contabilizado e calculado antecipadamente.

O que acontece se eu não souber o meu capital de giro?

A resposta para essa pergunta é simples e triste: você vai falir. Isso porque o capital de giro, segundo alguns especialistas, pode chegar a comprometer até 60% dos custos mensais da empresa.

Ou seja, é um valor bem expressivo, e se você não estiver preparado para arcar com ele, com certeza não conseguirá se manter em pé por muito tempo.

LEIA  O que é uma rede de Franquias?

Uma empresa de contabilidade de sucesso pode lhe ajudar a manter isso sob controle. Se você puder, além de contar com o serviço, abrir o seu próprio escritório de contabilidade de sucesso, melhor ainda!

Acesse o site e saiba mais sobre como se tornar um franqueado, e como obter consultoria a respeito do Capital de Giro de seu negócio. Unir o útil ao agradável é sempre uma escolha inteligente.

Nos acompanhe também em nossas redes sociais:  Facebook | Linkedin | Instagram | Youtube

Postado em Empreendedorismo, FranquiaTagged , , , , , , , ,