Patrimônio líquido: Entenda de forma definitiva o que é

Talvez você pense que o conteúdo do post de hoje seja direcionado exclusivamente a nós, contadores. Pelo contrário! Estes profissionais já estão mais que familiarizados com este termo “patrimônio líquido”.

O objetivo é tratar da forma mais simples e didática possível a respeito de um tema fundamental para o sucesso de empresários e gestores financeiros.

Independentemente do porte da empresa, empresários e gestores querem, e precisam, das melhores ferramentas para gerenciar os negócios de maneira eficaz e, acima de tudo, lucrativa.

Por esta razão, o assunto de hoje é sobre patrimônio líquido.

patrimônio líquido - planejamento
Todo resultado precisa de acompanhamento

 Patrimônio líquido: um poderoso termômetro de desempenho das empresas

Antes de qualquer definição, é necessário que empresários e gestores financeiros tenham plena convicção que a melhor maneira de mensurar se um determinado negócio é vantajoso ou não consiste em fazer uma análise dos valores de patrimônio líquido.

Infelizmente, esta é uma informação que ainda passa despercebida por muitos administradores.

Para começar a entender

O patrimônio líquido, também conhecido como PL, trata-se de um número apontado no balanço patrimonial de cada empresa.

Segundo os contadores, o valor do patrimônio líquido pode ser entendido como um conceito abstrato.

É definido desta forma, pois o início de sua análise parte de uma suposição: a de que o empresário fechará a empresa hoje.

Como chegar ao patrimônio líquido?

Ao analisar o balanço patrimonial, o empresário ou gestor financeiro identificará dois grandes grupos de contas: o ativo e o passivo.

LEIA  Contabilidade em Belo Horizonte? É com a Vers Contabilidade!

O grupo do ativo está localizado no lado esquerdo do balanço patrimonial. Neste grupo, estão contidos todos os direitos financeiros, ou seja, valores a serem recebidos pela empresa.

Estes direitos, de forma geral, contemplam: saldo de todas as contas bancárias, aplicações financeiras, duplicatas a receber dos clientes, mercadorias e produtos disponíveis no estoque.

Também no grupo do ativo são lançados os bens pertencentes à empresa, os quais contemplam: imóveis, veículos, móveis, máquinas, equipamentos, computadores, mesas, cadeiras e demais objetos desta natureza.

Já no lado direito do balanço patrimonial, está o grupo de contas do passivo. Neste grupo aparecem todas as obrigações financeiras que estão sob responsabilidade da empresa.

Tais obrigações geralmente são compostas por: fornecedores a pagar, folha de pagamento dos funcionários e respectivos benefícios, impostos e taxas, empréstimos, financiamentos ou qualquer outra dívida que a empresa tenha por obrigação honrar.

Enfim, o patrimônio líquido

Seguindo a regra estabelecida pelos contadores para interpretação do patrimônio líquido, o empresário deve imaginar que hoje precisará encerrar definitivamente as atividades da empresa.

Para efetuar este fechamento, seria necessário reunir todos os itens lançados no grupo de contas do ativo e transformá-los em dinheiro.

Além do saldo bancário (que já está em dinheiro), seria preciso estabelecer valores para todos os itens contidos no ativo, como se naquele momento o empresário recebesse todas as duplicatas dos clientes e também convertesse em dinheiro todos os bens que são de propriedade da empresa.

Na sequência, seria necessário adotar a mesma medida com os lançamentos do passivo. Ou seja, quantificar todas as obrigações financeiras da empresa em dinheiro.

Para que o raciocínio fique mais claro de ser compreendido, é interessante fazer uma analogia.

LEIA  Preciso mesmo contratar uma contabilidade para abrir minha empresa?

Para o lado esquerdo, o ativo, basta imaginar uma pilha imensa de dinheiro com tudo que foi recebido pela empresa. Já para o lado direito, o passivo, é preciso imaginar que exista uma fila de pessoas que tomarão, cada qual, uma parte do dinheiro da pilha da esquerda.

O que sobra desta imensa pilha de dinheiro é o que chamamos de patrimônio líquido.

patrimônio líquido
Calculando entradas e saídas, o patrimônio líquido é o dinheiro que sobra

Traduzindo em números

Se hoje o patrimônio líquido de determinada empresa apresentar-se com valor de R$100.000,00, isto significa que, caso o empresário decida encerrar hoje as atividades da organização, ele teria disponível o valor de R$100.000,00, já considerando quitadas todas as obrigações financeiras do negócio.

O empresário deve avaliar o patrimônio líquido todos os meses

Todo empresário deve ter bastante clareza da grande importância de acompanhar o valor do patrimônio líquido mensalmente.

Esta função não deve se restringir apenas aos contadores. Estes profissionais atendem muitos clientes e, por esta razão, jamais poderão dar a esta análise a mesma atenção que o empresário daria.

É muito apropriado que o empresário se recorde de um velho ditado: “É o olho do dono que engorda o gado. ”

O ideal é que mês a mês, o balanço da empresa apresente aumento de valor do patrimônio líquido. Desta forma, se em maio o valor foi R$100.000,00, para junho é interessante que ele aumente para R$102.000,00 e assim sucessivamente.

Recomendação dos contadores

Caso o empresário não tenha tempo de olhar nenhuma outra informação do balanço patrimonial completo, basta apenas observar o valor do patrimônio líquido.

Isso será suficiente para ter um excelente panorama quanto ao andamento dos negócios.

Este valor demonstra precisamente a saúde financeira da empresa. Inclusive, trata-se também de uma análise feita pelas instituições financeiras no momento de conceder crédito ao empresário.

LEIA  Contabilidade própria é a melhor opção para a minha empresa?

É preciso ter calma com a ausência de crescimento do patrimônio líquido

Caso o patrimônio líquido não esteja apresentando o aumento desejado a cada mês, não se desespere. Isso não é motivo para você querer fechar as portas da sua empresa!

Para verificar com mais cuidado os valores apresentados no patrimônio líquido, é necessária uma análise mais detalhada de pelo menos 12 ou até 24 meses seguidos.

Os gráficos de desempenho das empresas geralmente refletem esta realidade. Em alguns meses estão crescentes, em outros, decrescentes. Oscilações, até certo ponto, são naturais em um ambiente de mercado tão competitivo como o atual.

Conhecer sobre patrimônio líquido pode melhorar o negócio?

Sem dúvidas! Utilizar o valor do patrimônio líquido como referência em busca de melhorias pode ser uma poderosa ferramenta para otimizar o resultado do negócio.

É recomendável fazer uma reavaliação dos processos gerenciais, realizar reuniões com as equipes e tentar, dentro de possível, elaborar algumas metas organizacionais com o objetivo de melhorar o patrimônio líquido.

Fique atento ao nosso próximo post onde apresentaremos um exemplo prático de como avaliar o patrimônio líquido da sua empresa através do balancete de verificação.

O que achou deste conteúdo? Compartilhe conosco sua opinião e continue acompanhando nossos posts!

Postado em Contabilidade