Diversificação de negócio: como não perder o foco?

O post de hoje será sobre um tópico que engloba empresários e empreendedores de todos os setores do mercado: como realizar uma diversificação de negócio sem se perder no processo?

Começando pelo básico, defina: o que é o foco?

É simples. Concentre-se naquilo que possui de melhor.

Por exemplo, um empreendedor precisa contratar um profissional específico e você é um dos candidatos para a vaga. Na entrevista, ele faz duas perguntas: “por que contratar você? ” e “o que você me oferece de tão exclusivo que os outros não têm?”.

Isso é importante: nem todo mundo entende o foco. Concentre-se no que tem de melhor porque é isso que vai criar seu sucesso!

Voltando ao empreendedorismo, não é algo que possa ser feito de repente: “Vou fazer agora, sair, trabalhar sozinho! ”. Os empreendedores têm ótimas ideias, trabalham por si e, além disso, ensinam muito a todos com quem convivem – isso serve para você, leitor, que quer abrir seu próprio negócio!

Para Peter Drucker, o pai da administração, existem ideias interessantes sobre o que é um negócio: “não é sobre vender livros, e sim sobre passar horas prazerosas e cheias de conhecimento”. Para ver o negócio dessa forma é necessário abrir a visão, olhar o negócio como um todo e perceber quando ele muda.

O presidente da Cartier foi indagado certa vez sobre como ele via o mercado de relógicos, sua resposta foi: “Não sei, não tenho a menor ideia, pois meu mercado é o das joias”.  Essa é uma reação de uma pessoa que não tem a habilidade de ver o big Picture do mercado que está inserido.

Por outro lado, existe o Disney World, cujo ramo são sonhos, fantasias e infância. Esse foi sempre o produto vendido pelo grande empreendedor que revolucionou o mercado de entretenimento.

LEIA  Dicas Vers para ter um perfil no LinkedIn campeão

Mais um? A Apple, que se define como criadora de produtos e soluções maravilhosas.

Quando se olha para determinado negócio de forma tão aberta, disposta, enxerga-se uma gama de possibilidades do que pode ser feito e nas melhorias que isso vai gerar!

Isso te faz pensar:

Como definir seu negócio?

2

Drucker pergunta: em primeiro lugar, como é o ambiente? E o mercado? O que e por quem está fazendo o que está fazendo?

Em segundo, qual é a missão do negócio e da empresa? Isso você descobrirá quando se perguntar o que exatamente você espera do seu comércio, qual é o propósito.

Em terceiro, o que você e seu negócio podem oferecer e como cumprem o propósito da empresa?

Siga estes passos para se encontrar como empresário e montar seu negócio, mas principalmente conheça seu comércio, estude-o, porque só assim vai descobrir como cumprir seus objetivos profissionais e saber quais são seus diferenciais.

O que você tem de diferente que os outros empresários não têm?

Michael Porter, o famoso estrategista e sucessor de Peter Drucker, é um visionário sobre o que são empresa, negócio, estratégias.

Estratégia é um conjunto de atividades cujo resultado é único e dotado de valor. Sua estratégia tem que ser diferente, difícil de ser copiada e ter valor. Como escrever isso?

Michael Porter explica em seu artigo “O que é estratégia? ” e nos guia através de 4 passos:

#1 Definir: o que vou fazer e o que não vou. É um processo eliminatório. Se fizer isso, automaticamente não farei aquilo. É uma escolha. Se fizer isso irei me concentrar nisso, irei direcionar minhas habilidades e talento à esta tarefa.

#2 Para quem? Novamente, ao escolher para quem farei elimino para quem não farei.

LEIA  5 dicas para sua empresa enfrentar a crise

#3: Por que comprar de nós? O que posso oferecer, e eles não, que me destaca?

#4: Prioridades: o que farei primeiro? Aonde irei primeiro? Se houver um foco bem definido, é ele que vai me trazer novas oportunidades de trabalho.

Foco, então, é explorar e direcionar habilidades, recursos e relacionamentos gerados de forma prática e otimizada àquela tarefa, até concluí-la.

Os relacionamentos

O que são os relacionamentos? São todos aqueles que são atingidos, ou atingem, através da sua sua estratégia, como parceiros e colaboradores. Uma loja de informática, se quiser manter a fidelidade de seus clientes, tem parceria com assistências técnicas, descontos, um prazo curto na entrega do equipamento e os melhores profissionais, os mais qualificados que puder encontrar.

Essa é uma das vantagens do empreendedorismo: a criação de empregos.

Coloque-se no lugar do empreendedor. Sinta-se na pele dele e entenda que, antes de tudo, você é alguém que gosta de ganhar dinheiro. Todo mundo gosta de ganhar dinheiro, mas há uma diferença entre gostar de dinheiro e gostar de ganhar dinheiro. Quem gosta de dinheiro vai gastar; você não. Você o economiza porque sabe que vai precisar daquele dinheiro eventualmente.

Também precisará ser resiliente e focado nos resultados. O que é a resiliência? A determinação. O tropeçar, mas não cair. E se cair levanta, aprender e segue, sem desistir, pois isso vai te separar dos que tentam e desistem quando encontram dificuldades.

Seja um líder. Você deve inspirar outros a te seguir, a comprar sua ideia e trabalhar com e por você. A palavra “por favor”, nesse caso, é obrigatória, para construir alianças e conseguir recursos de que não dispõe para cumprir seus objetivos.

Aprenda a administrar seu tempo. Lembre-se: no começo, você trabalhará por conta, então precisará de disciplina. Organize-se para cumprir suas tarefas tranquila e corretamente para ter tempo de lazer depois..

LEIA  4 dicas para fazer o negócio da sua franquia crescer

Seja inovador. Entenda, nesse caso, inovação como estratégia: faça algo diferente, que tenha valor e seja difícil de copiar.

E transforme as dificuldades em oportunidades. Sempre haverá obstáculos e cabe a você desviar deles ou deixar que eles o impeçam de realizar ao que veio.

Citando Peter Drucker, “Não posso prever o futuro, mas posso criá-lo”. Se você não o criar, ele será criado para você, só que por outras pessoas.

Fique conectado para as próximas postagens sobre o tema!

Postado em EstratégiaTagged