O que é fluxo de caixa?

Muito se fala sobre fluxo de caixa, mas o que será exatamente isso?

Segundo Márcio Iavelberg, sócio da Blue Numbers Consultoria – empresa especializada em gestão de pequenas e médias empresas –, fluxo de caixa nada mais é do que a entrada e a saída de dinheiro da conta corrente de uma empresa.

As entradas de dinheiro assumem valores positivos como, por exemplo, as vendas realizadas pela empresa. As saídas de dinheiro, por sua vez, assumem valores negativos, tendo em vista que há uma diminuição do capital para pagar salários, matérias-prima, luz, aluguel, manutenções em geral, seguro, dentre outros.

O fluxo de caixa é exatamente essa entrada e saída regular de dinheiro da conta de uma empresa.

Normalmente, a análise financeira é feita pelo regime de caixa, no qual se olha para a entrada e saída de dinheiro. Porém, quando se fala de uma análise para olhar o resultado da empresa, faz-se referência à análise por competência.

A contabilidade é quem trata disso, mais especificamente o contador da empresa. Nós da Vers Contabilidade contamos com um time com larga experiência nessas análises.

Isso é apresentado em um documento chamado DRE, ou Demonstração de Resultados do Exercício, onde encontra-se a saúde econômica da empresa e quanto ela gera de resultado.

É possível, por exemplo, que na primeira linha do relatório da contabilidade por competência já se verifique o total do faturamento. Contudo, essa informação não é suficiente para saber se o dinheiro já fora recebido pela empresa, dado que pode ser verificado pela análise de fluxo de caixa.

A sua empresa é saudável?

Doctor holding stethoscope (with shallow depth of field)

Muitas empresas pecam no momento de analisar os seus DREs, olhando apenas para o regime de competência. Estas acabam por se perder no fluxo de caixa, o que resultado na falta de capital para operações do dia-a-dia.

LEIA  Entenda como a Contabilidade online pode ajudar seu negócio.

A falta de capital pode ser resultado, por exemplo, de uma alta taxa de inadimplência, prazos de faturamento prolongado – o brasileiro adora pagar suas contas parceladas -, ou diversos outros motivos que adiam o recebimento dos pagamentos. Isso tem impacto direto na relação regime de competência/fluxo de caixa.

Uma análise aprofundada de fluxo de caixa é que vai representar, de forma correta, a situação financeira atual de uma empresa. O fato dela ser economicamente saudável (receber por tudo que vendeu e faturou) significa que ela gera resultado.

Nós da Vers Contabilidade recebemos diversos contatos de empresários que possuem empresas saudáveis do ponto de vista do regime de competência, mas que apresentam déficits quando vistas pelo ponto do fluxo de caixa, o que acarreta na falta de dinheiro para pagar as contas do mês – situação esta que se agravou visivelmente com a situação atual que o país se encontra.

Dessa forma, indicamos que as empresas façam relatórios pelos dois regimes: competência e caixa. O primeiro irá identificar a saúde econômica da empresa e o segundo se os prazos estão equilibrados.

É extremamente importante que os prazos de recebimento sejam compatíveis com os prazos das despesas, caso contrário, poderá surgir um grande problema de caixa que, às vezes, pode levar à falência da instituição, mesmo para uma empresa que gera resultado, mas, que até então, não está recebendo dinheiro para cobrir as contas e despesas em tempo hábil.

Não há como esperar. Muitas despesas são mensais, como salários e aluguel.

O fluxo de caixa

Podemos comparar o fluxo de caixa com o extrato bancário da sua empresa.

O extrato representa exatamente o dia-a-dia financeiro, se a empresa está recebendo e de quem está recebendo, se está pagando e para quem está pagando.

LEIA  Fluxo de caixa: o que ele diz sobre a sua empresa?

Pode-se dividir o fluxo de caixa em colunas de receitas e despesas, ou então deixar como uma linha do tempo com entradas e saídas. O ideal é que um desses dois modelos seja feito, deixando a análise mais visual e completa.

O extrato bancário é um exemplo de fluxo de caixa histórico, que leva em consideração acontecimentos passados. Porém, é importante ter uma previsão de fluxo de caixa, planejando os recebimentos futuros, num horizonte de 60 ou 90 dias, por exemplo.

 

 

Não se esqueça, também é prejuízo deixar o dinheiro parado na conta corrente!

A importância da previsibilidade

3

Projetar um fluxo de caixa futuro garante uma certa tranquilidade para buscar capital de giro em uma instituição financeira. O capital de giro é o montante de dinheiro necessário para manter as contas em dia, lidando com os prazos de recebimento e pagamento.

Quando o empreendedor não se preocupa com a questão do fluxo de caixa ele pode se deparar com duas situações: precisar de capital de giro e se ver em uma situação onde não há outra opção, fazendo com que ele faça empréstimos com altas taxas de juros no banco ou ter que renegociar prazos com fornecedores, o que acaba desgastando a relação de ambos.

Os dois cenários são terríveis!

O fluxo de caixa é uma ótima ferramenta de gestão e fazê-lo de forma a projetar um horizonte de longo prazo irá diminuir suas incertezas, possibilitando com que tome melhores decisões.

Olhar histórico é bom? Sim. Entender o que aconteceu, onde errou, onde acertou, mas ter uma previsão do fluxo de caixa é fundamental.

Se você não possui afinidade com números ou odeia trabalhar com planilhas, trabalhe com gráficos. Recursos visuais podem auxiliá-lo a a fazer uma análise vai acertiva da situação atual da sua empresa, enxergar problemas no fluxo de caixa, até aqueles chamados momentâneos.

LEIA  6 dicas para evitar uma crise no fluxo de caixa

O problemas momentâneos podem ser resultados de um pagamento em uma única parcela, por exemplo, de certo produto, pois haviam vantagens em fazê-lo, como desconto, ou então pela necessidade de contratação de pessoas para suprir uma demanda.

Um gráfico de fluxo de caixa deve ser capaz de mostrar visualmente a situação financeira da sua empresa.

Em resumo, o fluxo de caixa é basicamente uma relação que consegue demonstrar a saúde financeira e permite ao empresário se preparar melhor para diferentes cenários.

Você já faz um fluxo de caixa na sua empresa? Precisa de alguma ajuda? Em caso de dúvidas, mande para nós um e-mail ou deixe um comentário abaixo!

Postado em ContabilidadeTagged