Como identificar a sua missão pessoal e a da sua empresa

O tema do post de hoje fala sobre conhecimento pessoal e os impactos nas decisões profissionais.

Vamos falar especificamente sobre os empreendedores que entram em ramos extremamente competitivo e que buscam encontrar a missão pessoal.

Empreender requer uma energia fundamental e essa energia está dentro de você. Então, é sobre isso que vamos conversar.

Conceitos básicos

É preciso traçar alguns paralelos entre a linguagem empresarial e a sua missão enquanto empreendedor.

Inicialmente, o que é missão para você?

A missão tem muito a ver com o objetivo da empresa, a razão de ser da empresa.

Além da missão da empresa, é preciso definir a visão da empresa. É a posição que a empresa pretender alcançar em um determinado período e tempo.

A missão e a visão são acompanhadas pelos valores.

Os valores são os ideais de atitude, comportamento e resultado que vão nortear o seu negócio. Eles devem estar presentes nos colaboradores, nas relações com os fornecedores, clientes, stakeholders e com todo o público da sua empresa.

E por que o autoconhecimento é importante para a sua empresa?

Porque é necessário olhar para o seu interior com o objetivo de estabelecer um paralelo entre a missão da empresa e a sua missão como empreendedor.

Isso precisa ficar claro, porque, como você já sabe, empreender requer muita energia.

Desenvolvendo um propósito em um cenário competitivo

2

Vive-se em um cenário competitivo, cada vez mais acirrado. Basta uma rápida observação: quantas marcas de produtos havia no mercado há alguns anos e quantas existem hoje?

Nesse momento, você pode pensar: “Ok. O meu propósito, a missão da minha empresa, é ganhar dinheiro”. É lógico que, para se perpetuar no tempo e no espaço, você precisará de lucro.

Mas imagine uma época de poucos recursos, um tempo em que o crédito não esteja fácil e a concorrência ainda mais acirrada: onde você vai buscar energia para enfrentar momentos assim? Essa energia tem que estar dentro de você.

LEIA  Tudo que você precisa saber para abrir empresa em Altamira!

Pense sobre isso, reflita: qual é o seu propósito de existir?

Afinal, é ele que vai justificar o propósito e a existência da sua empresa.

Energia interior para definir sua missão

Tarthang Tulku é um monge budista. Ele não é um estudioso da teoria da administração, mas ajudará na reflexão interior e no autoconhecimento.

Uma frase do autor diz assim:

“Questionar e estar consciente: estes são os mais precisos mestres. Eles moram no coração de todo o ser humano que começa a acordar para o perigo e o desperdício de uma vida não examinada”.

Ou seja, é necessário examinar para que você esteja consciente do seu “propósito de existir”, da sua “razão de ser” e “da sua missão como empreendedor”.
E, quando se chega nesse ponto, fica mais fácil.

Exercícios para desenvolver a missão

É importante agora, trabalhar com base em um caminho de reflexão que irá propiciar o encontro da sua missão de existir.

Para isso, é importante exercitar.

Pegue uma folha de papel e uma caneta. Agora, concentre-se: esteja inteiro neste exercício, porque a questão não é fácil. E use o seu campo imaginário, pois nele tudo é possível.

Então, vamos lá?

Escreva a mensagem que você gostaria que estivesse em sua lápide. Ou seja: como você gostaria de ser lembrado pelo mundo? Pense por alguns minutos. O objetivo é uma mensagem curta, porém profunda.

Um bom exemplo é a resposta do Ricardo Farah no exercício. “Aqui jaz Ricardo Farah. Alguém voltado para facilitar a vida das pessoas num processo de autoconhecimento e possibilidade de empoderamento para competências necessárias para a vida”.

Fundador da R. Farah – Consultores Associados, ele se dedica a projetos para empoderar pessoas em um processo de autoconhecimento, de modo que elas possam caminhar na vida de uma forma mais suave, com escolhas mais conscientes.

LEIA  Seus Negócios Estão Indo Bem... O Que É Melhor? Abrir Uma Empresa Nova Ou Filial?

Então, perceba, a partir desse exemplo, que quando você define a sua missão, as coisas ficam mais fáceis. O universo conspira a seu favor.

O próximo passo do exercício é imaginar uma árvore – a Árvore da Vida.

A Árvore da Vida

3

A árvore será divida em 3 partes. A primeira é a copa, em seguida, o tronco e, depois, as raízes. Essa é uma linguagem metafórica, uma forma de traduzir o abstrato em algo concreto, visível.

No primeiro momento, é preciso pensar na missão e no propósito, correspondentes à copa da árvore.

No segundo momento, existem as forças e pontos fortes, que representam o tronco.

Na sequência, temos os valores essenciais, que são como as raízes, que dão a força necessária para a árvore crescer.

A partir disso, é válido fazer um paralelo, começando pela base: a partir da sua missão de vida, que valores vão lhe acompanhar na caminhada como empreendedor?

É preciso que isso esteja extremamente definido para você.

Os valores essenciais são os ideais e as crenças nos quais estamos enraizados e conduzimos as prioridades da vida. Então, é aquilo que não pode ser transigido e, ao mesmo tempo, é o que vai lhe dar energia.

Em época difíceis, esses valores servirão de âncora para a sua atividade.

Em relação as suas forças e pontos fortes, é importante
lembrar-se dos seus valores, pois eles acionarão essas aptidões.

Metaforicamente falando, você usará as suas raízes para ativar os seus pontos fortes.

A partir disso, as raízes vão dar o crescimento e a sustentação para esses pontos, que são as competências e talentos que indicam o seu potencial – então, é onde você é bom –, permitindo, naturalmente, um crescimento autêntico.

Por fim, no topo, existe a missão e propósito, o resultado de todas as áreas da sua Árvore da Vida somadas e oferecidas sob a forma de trabalho ou serviço à sociedade.

LEIA  Tudo que você precisa saber para abrir empresa em Campo Belo!

Ou seja: o que você vai deixar para o mundo?

Essa é a sua missão e propósito.

Triângulo das forças

Juntando todas as informações que você exercitou até agora, é como se chegasse a um triângulo.

Na base, estão os valores; nos dois lados, estão os seus pontos fortes; no cume, está a sua missão e propósito.

Por que é importante você saber disso?

Porque nos tempos de maior turbulência, é desse triângulo que você vai tirar sua força para continuar a exercer o propósito da sua vida e da sua empresa.

O cruzamento de talento e competência somado aos seus valores e à oportunidade de mercado levam à sua missão, que precisa estar extremamente clara para você.

Em síntese, uma última definição poderá ajudá-lo ainda mais a delinear a sua missão/propósito:

Propósito é a adição de nossos valores essenciais – intransigíveis – aos nossos pontos fortes – ao nosso conhecimento ou as áreas de domínio – aos saberes e competências que equivalem ao tronco da árvore que resulta na atividade – um serviço ou trabalho – que ofereceremos às pessoas. Essa soma constitui o nosso propósito de vida.

E agora, ficou mais fácil de responder “o que não deu certo” e definir a sua missão?

Deixe um comentário e conte-nos o que achou do post de hoje!

Postado em Estratégia, MarketingTagged , ,