5 dicas para melhorar os processos internos da sua empresa

(X) dicas melhorar os processos internos da sua empresa

A melhoria da performance de uma empresa passa, inegavelmente, pela melhoria de seus processos internos. É necessário que eles sejam funcionais e bem definidos para controlar gastos, melhorar a produtividade e, consequentemente, melhorar a competitividade e conseguir melhores resultados.

É sobre isso que iremos falar nesse post. Você verá como a integração entre os departamentos, a comunicação interna, a definição de regras claras, dentre outros fatores, podem contribuir para que os processos internos sejam ajustados para o sucesso do negócio, além de como a tecnologia pode ajudar. Acompanhe!

O que são processos internos

De uma forma bem genérica, os processos são as atividades realizadas para transformar uma entrada numa saída — ou seja, a sequência lógica de tarefas executadas para que um objetivo seja alcançado.

Assim, os processos internos são as atividades feitas sistemática e continuamente pelas equipes para o andamento orgânico da operação da empresa.

5 dicas para melhorar os processos internos da sua empresa

1. Integre os departamentos o máximo possível

É preciso ver a empresa como um organismo único, e isso só será possível se todos os departamentos que a compõem estiverem inter-relacionados. Por exemplo, se o departamento de compras não está 100% por dentro das necessidades do chão de fábrica, em algum momento faltarão insumos para a fabricação. Da mesma forma, se o chão de fábrica não sabe exatamente como prosseguir para solicitar insumos, ou quais são as alternativas de compras, é possível que os custos sejam maiores e até a qualidade final dos produtos fique comprometida.

LEIA  Por que você deve sempre ter um sistema de integração de novos funcionários na empresa

Essa integração acontece por meio da boa comunicação interna, mas também pelo cruzamento de dados. Não se ganha tempo e produtividade se for preciso fazer integração de planilhas que não conversam entre si de forma automática.

2. Melhore a comunicação interna

Dentro de uma empresa a comunicação é fundamental, e ela deve ser orgânica, baseada em diálogo. Não pode ser hierarquizada, pois, se o pessoal da operação não estiver por dentro dos objetivos ou não puder dar suas opiniões, é possível que hajam desencontros de objetivos, gastos maiores do que os aceitáveis e até desânimos por parte dos empregados.

O ideal é que os líderes estejam sempre a par do planejamento estratégico e que todos possam interagir por meio de canais de comunicação que atendam a todos (intranet, murais de recado, reuniões periódicas entre as equipes etc.).

3. Defina regras claras e objetivas

O planejamento estratégico anual é a referência para estipular metas que façam cada time colaborar com o objetivo maior do negócio. Porém, as regras para que as atividades sejam realizadas precisam estar claras para todos, de modo que cada pessoa saiba a importância das suas atividades para os resultados.

Por isso, clareza e objetividade nas regras são muito importantes. Ao saber o que pode e o que não pode ser feito, as pessoas irão errar menos, provocar menos retrabalhos e ganhar mais tempo, o que com certeza ajudará a atingir metas de uma forma mais rápida e fácil.

4. Dê mais autonomia para os times

Com integração entre os setores, boa comunicação interna e definição de regras claras e objetivas, conceder mais autonomia para que as pessoas façam suas atividades fica muito mais fácil. Sabendo exatamente o que pode e o que não pode ser feito e tendo ferramentas para a execução de suas atividades, as pessoas podem tomar decisões sem a necessidade de supervisão contínua e se sentirão mais motivadas a trabalhar, pois terão diante de si responsabilidades que corroboram suas capacidades. Assim, melhorarão seus desempenhos no dia a dia.

LEIA  Balancete de verificação: o que é

5. Use a tecnologia a seu favor

Todas as dicas citadas acima podem ser executadas com o bom uso da tecnologia. Para integrar os departamentos, utilizar uma solução integrada de gestão empresarial (ERP), por exemplo, é fundamental. Com um sistema integrado, todos os dados imputados e processados pelos departamentos são cruzados, fazendo com que os usuários ganhem tempo e gerando relatórios gerenciais que melhoram a tomada de decisão. Além disso, é possível parametrizar as sequências em que as atividades serão realizadas para ganhar tempo e melhorar a produtividade.

Você gostou destas dicas? Deixe seu comentário!

Postado em AdministrativoTagged , , ,