Controle de contas a pagar na empresa: 4 dicas eficientes

As contas a pagar da empresa nem sempre precisam ser motivo de dor de cabeça. Principalmente se você se organizar de forma a deixar a parte contábil do negócio “no azul”! Contas são obrigações financeiras com fornecedores, impostos do governo e afins, sendo extremamente importante cumprir os prazos de pagamento para evitar que se tornem uma bola de neve (com juros e multas desnecessárias) e ainda sejam alvos de protestos.

 

Com uma excelente organização e uma boa gestão na área,  isto é possível sem grandes dificuldades. Perder o controle sobre aquilo que deve ser quitado é um grande perigo para empreendimentos de todos os portes. No post de hoje, listamos algumas dicas essenciais que facilitam esta tarefa e garantem a liquidez e os lucros operacionais!

Tenha planejamento

 

Nunca é demais repetir: planejamento é um item fundamental para o sucesso – e a sobrevivência – da empresa. Ter uma agenda para anotar todos os compromissos assumidos é um método simples, mas eficiente. Contar com a ajuda da tecnologia e com apoio especializado na gestão contábil também são alternativas muito aconselháveis, visto que muitas vezes os empreendedores não possuem conhecimento na área e o controle pode ser complexo.

 

Vale destacar que guardar os comprovantes por 5 anos é um cuidado imprescindível: tenha uma pasta com todos eles arquivada por mês.

Faça um controle mensal dos gastos

 

Se planejamento é a palavra-chave, controle vem logo em seguida. Isto porque é necessário gastar menos do que se arrecada para fechar as contas. Controlar o fluxo de caixa acarreta em maiores chances de sobra de capital para reinvestir na empresa.

LEIA  6 dicas para montar o planejamento financeiro da sua empresa para 2015

 

Um rigoroso controle diário é o mais indicado para que se verifique a entrada e saída de dinheiro do caixa. A ação vale também para o dinheiro depositado em banco, onde há incidência de encargos. Não se esqueça de deixar um valor separado para esta finalidade.

Registre todas as contas

 

Um controle em ordem alfabética pode parecer o ápice da organização para a facilitar o acesso aos dados dos seus clientes, mas não mostra o valor pendente para recebimento de forma ágil, e nem o montante nos próximos meses. De acordo com o Sebrae, é importante que a empresa escolha quais informações são úteis para as decisões financeiras e organize o controle para fornecer estes dados. Sem o registro de todas as contas, o gerenciamento da empresa fica comprometido – tais informações são importantes para os departamentos de cobrança, vendas e contas a receber do negócio.

Pagamento em dia, sempre!

 

Não atrasar o pagamento das contas é a forma mais segura de evitar gastos (e prejuízos) desnecessários com multas e juros. Se o caixa permitir, antecipar estes pagamentos pode ser ainda mais vantajoso, já que alguns boletos dão bons descontos para isso. Se o cenário não é o ideal e há contas em atraso, renegocie. Pondere quais são as condições e tente resolver o mais rápido possível.

Analisar o fluxo de caixa é uma responsabilidade diária do empreendedor. Com base nestes dados, a empresa pode avançar ou esperar um momento mais propício para compras de novos equipamentos, o lançamento de uma nova campanha com ofertas ou o investimento em uma estratégia que está na “lista de espera” das prioridades.

 

As contas a pagar são parâmetro importante para a tomada de decisões. Acertar a previsão do caixa depende dos pagamentos em dia, que por sua vez dependem de organização do gestor. Organize as contas a pagar da sua PME para um negócio sustentável e bem-sucedido!

LEIA  Concorrência: como enfrentá-la? - Parte 2

 

E você, quais estratégias usa para manter os pagamentos em dia? A gestão financeira é uma prioridade no seu negócio? Conte-nos suas dúvidas e experiências nos comentários!

Postado em Financeiro, NegóciosTagged , ,