7 erros graves de finanças que você deve evitar na sua empresa

Sobreviver no mercado não é tão fácil quanto parece. Pesquisas recentes revelam que nos últimos três anos 48,2% das novas empresas brasileiras fecharam as portas. Isso é quase a metade! O mais interessante é que grande parte destes negócios tinha uma boa chance no mercado, mas foram derrubados pelos erros muito comuns entre novos empresários.

Abrir um empreendimento nos dias de hoje requer muita organização. Entre os principais erros estão o descontrole das finanças e a falta de planejamento. Acompanhe conosco quais são algumas das principais falhas que os administradores cometem na condução dos negócios e o que fazer para evitá-las!

Não controlar os gastos

Acompanhar os gastos é muito importante para a longevidade da empresa. Não adianta comprar, comprar e comprar se todas as movimentações de entrada e saída de dinheiro não forem planejadas e controladas. Este processo, denominado “fluxo de caixa”, deve ser registrado com o máximo de cuidado e minúcia possível.

O planejamento e o controle financeiro permitem que você tenha uma visão geral das finanças da empresa. A ação é fundamental para saber como vai o seu negócio e qual a perspectiva do mercado para os próximos meses. Ao manter um registro eficiente de todas as despesas, você será capaz de prever se seu negócio é sustentável a longo prazo, além de evitar problemas inesperados e criar soluções inteligentes para aqueles que forem inevitáveis.

Pagar as contas em atraso

Parece um erro inocente, mas atrasar o pagamento de contas é um erro gravíssimo: a empresa deve fazer o maior esforço possível para não quitar prestações fora do prazo. Ao efetuar pagamentos de maneira correta, seu negócio afasta os riscos de ter que arcar com juros e acabar perdendo parte dos lucros. O acompanhamento deve ser diário, organizado e minucioso. Não descuide deste detalhe!

LEIA  Sua empresa já tem um plano de marketing digital?

Fazer compras desnecessárias no momento

É preciso também definir prioridades diante dos gastos. Sem dúvida, o desejo de todos é trabalhar em um local ideal, que usufrua de equipamentos diversos e mantenha o estoque constantemente abastecido. No entanto, é preciso separar o que é supérfluo do que de fato é necessário. Quando o assunto é o estoque, as compras devem ser ainda mais calculadas: lembre-se da máxima “estoque parado é dinheiro parado”. Antes de sair investindo em produtos diversos, tenha em mente que a palavra-chave para a saúde financeira do negócio, em todos os setores, é controle. Principalmente no início do processo de empreendimento, é muito difícil controlar o impulso de comprar, mas ter cuidado e cautela com as finanças é ingrediente indispensável do sucesso. Mantenha os pés no chão e invista em um fundo de reservas para emergências – este sim é um investimento mais que necessário.

Ter medo de investir e crescer

Se por um lado manter o controle financeiro e evitar as despesas supérfluas é importante, investir no seu negócio também é essencial. Não confunda cautela com medo de crescer – estudos revelam que as empresas que se desenvolvem e assumem riscos possuem mais chance de sobreviver no mercado do que aquelas que pararam no tempo. É necessário feeling para perceber e apostar nas novas oportunidades que o seu negócio te proporciona. Identificar estratégias e parcerias rentáveis e oferecer novos serviços e produtos pode dar uma revigorada na sua empresa. Não tenha medo de enfrentar desafios!

Falta de profissionalização na área

Alguns empresários pensam mil vezes antes de contratar um profissional experiente ou implantar sistemas de gestão dos negócios. Uma empresa que conte apenas com “marinheiros de primeira viagem” pode até dar certo, mas não rende o que deveria. Aprenda a investir no seu pessoal, contratando profissionais que entendam do assunto e que consigam trabalhar em grupo e treinar outros funcionários. Terceirizar também é interessante: o crescimento de PMEs gera demandas diversas para os empreendedores, que muitas vezes não têm tempo ou o conhecimento necessário para gerenciar a área contábil de suas empresas. Neste sentido, o apoio de uma assessoria de contabilidade especializada é mais que aconselhável. Sem dúvidas, mais um item da lista de investimentos que valem a pena para sua empresa.

LEIA  Jurídico: como lidar com o aspecto jurídico do seu negócio - Parte 1

Preço baixo demais

Pode parecer absurdo, mas instituir um preço demasiadamente baixo para as mercadorias é um grande erro das empresas. Quando empreendedores começam um negócio, a tendência é colocar os preços muito baixos para diferenciar a oferta – a ação, no entanto, acaba resultando em pouco lucro para a empresa. Diante deste contexto, é mais vantajoso trabalhar em um diferencial (agregador de valor) para o seu produto, o que justifica a cobrança de um preço justo.

Misturar finanças pessoais com finanças da empresa

Este é um dos erros mais comuns entre novos empresários, e pode gerar graves consequências. Misturar a prestação do carro e as despesas domésticas com os gastos e lucros da empresa, por exemplo, é a típica atitude que resulta em problemas – ao fazer isso, você de repente perceberá que não possui controle financeiro nem sob os gastos pessoais nem sob as contas do negócio. Este, de fato, é um ponto inegociável: é preciso saber separar as rendas e os custos destes dois setores distintos da sua vida.

Outro desafio da maioria dos pequenos empresários é saber quanto eles devem retirar por mês. Se todo lucro vai para o bolso do dono, a empresa fica sem recursos. Ser extremamente organizado é a melhor forma de estabelecer retiradas sensatas e aprender a separar a sua vida financeira pessoal das finanças da sua empresa. Misturar estas duas esferas é andar no escuro!

De tudo o que falamos, o resumo é: mantenha o controle. As novas empresas erram onde as antigas também erraram. Se uma empresa tem oportunidades de negócio, mas não tem organização, é bem possível que ela tropece nos próprios cadarços. E você, já cometeu alguns destes erros e aprendeu com a experiência? Como lida com a contabilidade do seu negócio? Comente!

Postado em NegóciosTagged , , , ,