Dicas de organização financeira para micro e pequenas empresas

Qualquer empresa, de pequeno ou grande porte, deve estar sempre atenta a administração do dinheiro. Uma gestão financeira apropriada é vital para se manter frente à concorrência da indústria.

As pequenas empresas, no entanto, precisam ter um cuidado muito maior com suas decisões financeiras desde o começo. É necessário mais do que apenas uma ideia e boa vontade para administrar sua empresa. Todo negócio demanda uma estrutura financeira que possibilite gerar lucro e se manter no mercado.

Os pequenos empresários precisam estar capacitados com habilidades de gerenciamento financeiro satisfatórias para transformar seu negócio em um empreendimento de sucesso. Por isso, conheça algumas dicas de organização financeira para micro e pequenas empresas:

Procure estar sempre bem informado

Uma das coisas mais importantes a ser feita é se informar sobre os diversos dados relacionados as suas finanças. Se você ainda não sabe, procure aprender a ler as demonstrações financeiras de sua empresa.

A demonstração financeira do seu negócio e de extrema importância porque nela está registrado tudo sobre o seu dinheiro, desde onde ele foi originado até onde está aplicado. Nela, são mostrados quatro pontos essenciais: demonstração do fluxo de caixa, demonstração do resultado, balanço patrimonial e demonstração do patrimônio líquido.

A demonstração do fluxo de caixa vai analisar suas atividades operacionais, e mostrar os investimentos e as entradas e saídas financeiras. O balanço patrimonial permite saber todas as informações relacionadas aos ativos, passivos e patrimônio líquido da empresa.

A demonstração de resultados reflete mostram a receita obtida pelo seu negócio em um período de tempo específico. O patrimônio líquido mostra o valor pelo qual o seu empreendimento é financiado através de ações ordinárias ou preferenciais.

LEIA  Normas IFRS para as pequenas e médias empresas

Separe suas finanças pessoais e empresariais

Procure sempre manter suas finanças pessoais separadas da sua empresa. Se possível, procure ter cartão de crédito comercial onde possa manter apenas as despesas relacionadas ao seu negócio. Isso com certeza vai te permitir saber quais são exatamente seus gastos e te ajudar a mantê-los sob controle.

É usual e deparar com pequenos empresários que não sabem os valores exatos a receber ou que não fazem um controle de caixa que permita saber com precisão se todos os recebimentos ou pagamentos estão em dia e se o saldo em caixa da empresa bate com as entradas e saídas de recursos. Não deixe isso acontecer.

Outra dica, é abrir uma conta poupança exclusivamente para seu negócio. A cada pagamento que você receber, separe uma determinada quantia para ser depositada nessa conta, para que de forma gradual, seja possível construir um caixa de emergência para gastos imprevistos.

Cortar custos

É de extrema importância manter o controle das finanças e dos gastos de sua empresa, entretanto, é preciso tomar cuidado para que isso não afete a satisfação do cliente.

Toda empresa apresente duas categorias de custos: os fixos e os variáveis. Os custos fixos não apresentam muitas margens para corte de custos uma vez que devem ser pagos independente se sua empresa está gerando lucro ou não e dificilmente podem ser alterados.

Nos custos variáveis, porém, é possível fazer adaptações e escolhas mais conscientes, permitindo diminuir alguns gastos. Um exemplo simples, é sempre que possível, optar por videoconferência com seus clientes ou fornecedores em vez de viagens, que acabam sendo mais dispendiosas.

LEIA  6 dicas para diminuir a inadimplência na sua empresa

Monitore o desempenho financeiro do seu negócio

É imprescindível que você procure sempre acompanhar as movimentações de dinheiro da sua empresa e monitore pelo menos alguns indicadores básicos, pois isso permite que você faça decisões mais informadas e conscientes para a saúde do seu negócio.

Acompanhar o desempenho financeiro do seu negócio mensalmente e comparar com as demonstrações financeiras de períodos anteriores, permite fazer a projeção da sua receita, das despesas e prováveis fluxos de caixa futuros.

Contrate Ajuda Profissional

Muitos empreendedores, ao iniciar seu negócio, acham que por ele ainda ser pequeno não precisam de ajuda com sua contabilidade. Muitas vezes isso pode ser um erro, já que o profissional pode te ajudar em muitos aspectos legais.

É importante ressaltar que é preciso contratar um profissional de confiança e uma empresa de contabilidade séria, para que não tenha problemas futuros. Mantenha as dicas de organização financeira para micro e pequenas empresas acima em mente e ofereça à sua empresa um futuro promissor.

Postado em Financeiro