O mundo dos negócios é extremamente competitivo e isso não é novidade.

Todos nós sabemos que o mercado é baseado em oferta e demanda. Os dois itens são essenciais para o equilíbrio da economia.

Será através da oferta e da demanda que o mercado irá conseguir definir preço e quantidade a serem produzidos.

Na verdade, a própria concorrência é vista como uma forma de organizar de auxiliar o mercado na determinação de preços, padrões, dentre outros elementos.

As empresas necessitam do entendimento sobre a sua concorrência, além de entender sobre como funciona o mercado, para agir com foco e com maior chance de acerto em suas ações.

Ou seja, é imprescindível que o empresário saiba analisar toda a estrutura de seu mercado atuante, pois somente assim tomará as decisões certas para o negócio, com a segurança de se direcionar corretamente.

E é pensando nisso que criamos este artigo para esclarecer um pouco mais sobre o mercado concorrente e explicar como são classificados os seus componentes, tanto da concorrência perfeita e a imperfeita.

 

Concorrência Perfeita

Quando um produto é mais comum, como o sal, por exemplo, que é um recurso abundante e natural, existe muita oferta e muita demanda.

Existem inúmeras empresas que detém o direito da distribuição e venda do sal, além de ser um produto que é utilizado diariamente, por praticamente todos os consumidores, seja inserido em algum alimento pronto para consumo ou ao comprar um pacote de sal, no supermercado, para temperar comida.

Então podemos definir a concorrência perfeita como aquela em que o cenário mercadológico é composto por um grande número de consumidores e vendedores.

LEIA  5 técnicas fundamentais para melhorar o atendimento ao cliente

Por conta desse fato, nenhuma empresa ou consumidor tem o poder para influenciar o mercado, de forma individual.

iStock_000011782780XLarge-1180x535

Além disso, ocorre um grande equilíbrio entre as empresas, relacionado à grande quantidade de participantes do mercado, ou seja, os preços são estáveis e de acordo com a interação entre os componentes da estrutura de mercado.

Ainda que hajam muitas marcas de sal – ainda no exemplo anterior, as empresas têm o costume vender produtos homogêneos, desde o preço, proporcionando um bem-estar ao seu mercado, ou seja, não há diferenciação dos produtos – que é relacionado ao grande volume de toda estrutura de mercado.

salina

Além de tudo, as empresas mantêm a transparência sobre os produtos e processos, para que haja harmonia para operar dentro do mercado.

Mesmo que as empresas se inserirem ou retiraram-se do mercado, sem que o mesmo seja afetado.

 

Concorrência Imperfeita

Quando existem uma única empresa ou poucas delas dominando o mercado, ou até consumidores que possam influenciar individualmente o mercado, chamamos de Concorrência Imperfeita.

Ou seja, são empresas e consumidores que podem influenciar diretamente no mercado e é permeada pelo monopólio, oligopólio e concorrência monopolística.

 

Monopólio

Quando falamos de monopólio, nos referimos a empresas únicas em seus respectivos mercados, que são compostos por vendedores únicos e muitos compradores.

Aqui são as empresas que determinam os preços de seus produtos, não deixando de atender a elasticidade da demanda.

Ou seja, são empresas que “comandam” o seu mercado.

many 3d humans pull a rope to opposite directions

Podemos citar o Google e o Netflix como exemplos. São empresas que, apesar de terem empresas concorrentes, são elas que definem as diretrizes de seus mercados.

Portanto, quanto maior o número de empresas competindo no mercado, menor será o poder de monopólio.

LEIA  Como enfrentar a concorrência - Parte II

O monopólio pode estar em lei e licitações do Governo, em direitos autorais, em tecnologias, e em outros fatores. E ainda tem algumas práticas monopolistas que regem sua estrutura de mercado.

 

As principais práticas monopolistas são:


Cartel

Empresas que fazem parte de um mesmo setor se unem para a adesão de práticas comerciais de comum acordo, que pretende definir os preços, dividir mercado e gerir as matérias-primas.

Truste

Decorre quando há a união ou fusão de empresas e utiliza de práticas econômicas para aumentar os lucros através do aumento de preços de seus produtos e serviços.

Holding

O controle acionário é o que irá determinar as empresas dominantes no mercado. A empresa controladora, geralmente, realiza a compra de empresas menores (subsidiárias), tendo a maior fatia do mercado para si. E o controle é feito apenas administrativamente, ou seja, aqui não se produz nada, apenas administra.

 

Oligopólio

O regime de Oligopólio é bem parecido com o Monopólio, porém com a diferença de que o comando do mercado está em um pequeno grupo de empresas e não em uma única empresa.

Quer dizer que as empresas que detêm a maior parte do mercado serão responsáveis por definir preço e os demais elementos de acesso à marca.

 

Podem se dividir em dois tipos:

Oligopólio Puro: Aqui os produtos são homogêneos, ou seja, não há diferença entre eles, como o aço, por exemplo.

Oligopólio Diferenciado: Aqui os produtos têm certas diferenciações, como o cigarro, por exemplo.

As práticas de oligopólio são bem parecidas com as do monopólio (Cartel, Truste e Holding), porém com o acréscimo da prática denominada Conglomerados, que são empresas de setores diversos, sob o comando de uma Holding.

LEIA  Como identificar a sua missão pessoal e a da sua empresa

Um exemplo são os Correios, que passarão a atuar com o ramo de telefonia móvel, além das tradicionais correspondências.

 

Logo…

Desde a abertura da empresa deve haver a preocupação de identificar o seu próprio mercado, de forma correta, para evitar problemas futuros ou de longo prazo.

A competitividade proporciona oportunidades e toda empresa deve estar ligada no que tange a sua interação com o mercado.

Sem o entendimento do mercado, abrir uma empresa é suicídio. Então indica-se bastante cautela nestes estudos.

Para ilustrar todos os componentes da estrutura de mercado, veja a imagem abaixo:

Então o segredo é estudar bastante todas as possibilidades, pois somente assim a empresa conseguirá entender como atuar e o volume de sua atuação.

 

E aí? Gostaram do artigo? Esclareceu alguma dúvida? Participe conosco e comente! Sua opinião é extremamente importante para nós!