Como conseguir investimento para seu negócio? – Parte III

Finalizaremos com esse post, a nossa conversa de como conseguir um investimento para seu negócio.

Será explicado o que é um retorno de investimento e também dicas de investimentos e dê erros a serem evitados. Então, continuando.

O investidor espera ter com o seu negócio um retorno do investimento dele. Como é que ele vai ter esse retorno? Eu pago para ele depois esse investimento? Não.

imagem 1 2k(2)
Como conseguir investimento para seu negócio?

Existe até a possibilidade de, futuramente, ele vender a parte dele para você. Mas, normalmente, essa não é a melhor saída. Porque não se tem só um comprador, que será você mesmo. E essa não é a melhor forma que ele tem de receber o investimento de volta.

Ele quer saber se quando a empresa crescer lá na frente, para quem ele pode vender a participação dele. É importante sempre saber o que o investidor espera.

Se no futuro, alguém quiser comprar a empresa toda e não só a parte dele, ele vai ter a expectativa de que você venda junto. Você como empreendedor tem a parte majoritária, e ele a parte menor. Ou então, que você compre a parte dele, pelo mesmo preço que aquele terceiro está querendo pagar.

A negociação da participação

Isso é essencial para você conseguir um investimento de sucesso. Como já foi citado, o investidor não vai investir se ele não tiver perspectiva de ter um bom retorno.

Ele precisa ter uma participação percentual que dê um retorno. O que significa isso em termos práticos? Normalmente o investidor vai querer entre 5, 10%, no mínimo, normalmente chegando a 20 ou 30% de participação no seu negócio.

Existem casos que esse percentual pode ser maior? Podem, mas para os investimentos iniciais, não é comum. Só quando você estiver muito lá na frente é que o investidor vai buscar ter uma participação maior.

Lembrando que todo o capital aportado por ele vai ser para o negócio. Não é para você.  Não pense que você pode falar para o investidor: “Quero tanto dinheiro para usar como eu quiser”. Não é assim que funciona. O investidor investe para o negócio crescer.

Nessa negociação é necessário achar um bom termo tanto para você quanto para o investidor.

Principais passos para conseguir um investimento

Os principais passos para obter esse investimento são: conhecer o mercado, conversar com clientes e fornecedores, testar os concorrentes e documentar todas essas informações, como já foi conversado no post anterior. É também ter muita transparência, muita honestidade na hora que você apresentar o seu negócio para o investidor.

O primeiro passo da confiança é essencial. A relação de investidores e empreendedores precisa ser de confiança. Se ele achar que você não está contando alguma coisa, ele vai desconfiar, e a partir desse momento, vai desistir de fazer qualquer investimento em você.

LEIA  5 empreendedores de sucesso que você precisa conhecer

imagem 2 2k (2)

Então, mesmo que você tenha alguns pontos fracos, alguma coisa que o seu concorrente seja mais forte, apresente isso para o investidor e mostre a sua opinião e ouça a opinião dele também.

Esse tipo de diálogo vai ser muito produtivo para ambos. É aí que se começa a construir a relação.

O segundo passo é o time. Você precisa montar o time e achar o seu sócio certo. E como é que se deve fazer isso? Procure pessoas que você já conheça há algum tempo. Por quê? Porque essa relação precisa ter alguma confiança estabelecida, e principalmente, um alinhamento.

Dificilmente vai dar certo se você colocar alguém que conheceu semana passada.  Primeiro vocês precisam fazer um trabalho juntos. Assim, dá para ver a forma com que ele faz e se ele está alinhado com a forma como você faz.

A forma de pensar não precisa ser igual, mas é importante ter um alinhamento de visão e uma compreensão mútua, para não ocorrer futuramente problemas com os seus sócios.

Terceiro passo. Buscar conselheiros, mentores, os chamados advisors.  Uma recomendação: busque alguém que é experiente no seu mercado ou que tenha um conhecimento que você não tenha, isso também é muito importante.

Eventualmente, você pode buscar um investidor, não para um investimento em si nesse estágio, mas simplesmente para ele te ajudar, orientando ou compartilhando a experiência.

É uma forma de você já começar a construir o relacionamento. E, a partir daí, futuramente, se ele comprar bem a sua ideia, ele vai ser um investidor seu. Mas não precisa ser investidor. Pode ser um professor, um tio, alguém que possa te dar uma orientação sobre como construir o seu negócio.

Isso vai ser muito importante e vai ajudar a validar o seu negócio perante o investidor.

Estude o processo de investimento

Outra questão muito importante: estude bem como é o processo de investimento.

Existe uma série de etapas e você deve entender cada uma, detalhadamente. Primeiramente vem a apresentação inicial, o chamado pit, que é a forma de você apresentar rapidamente o seu negócio e conquistar a atenção do investidor.

Depois você tem a fase chamada de “namoro”, que são as reuniões de apresentação. Você vai precisar de uma apresentação mais estruturada e passará ao investidor os números financeiros.

Então, terá a fase do “noivado”, que é quando você assina o chamado {Tansheat}.  Um documento, uma espécie de um contrato, é uma carta de intenções que vocês irão querer se tornar sócios.

Após isso, a fase do {dirigens} que é uma auditoria, uma avaliação mais profunda do seu negócio.

LEIA  Entenda a relação entre empreendedorismo e contabilidade, e porque eles devem andar lado a lado

E enfim, o “casamento”. Aí, futuramente, quem sabe, um divórcio, mas um divórcio bem-sucedido, em que todo mundo saia feliz. Essas etapas estão apresentadas sumariamente.

Você deve pesquisar e estudar cada uma delas para obter um entendimento melhor.

O Planejamento Orçamentário

imagem 3 2k (2)

Você deve preparar um planejamento detalhado do seu negócio. Já foi citado que você deve ter um planejamento orçamentário. Como é que você faz isso?

Primeiro, você deve apurar quais são os seus custos, as despesas que você terá, e planejar ao longo do tempo. Obviamente, você não vai começar a construir um grande negócio de início, mas ele vai crescendo ao longo do tempo.

Então, você deve projetar esse orçamento até 5 anos. Faça essa projeção dos 5 anos, mas concentre-se nos 2 primeiros anos, porque são os anos mais críticos para o seu negócio e é, também, o tempo que você deve ter de capital para sustentar ele.

O ideal é que o investimento seja suficiente para sustentar o seu negócio por 1 ou 2 anos, período que você tem para amadurecê-lo, quem sabe até precisando de mais capital e buscando mais investimento.

Outra questão essencial é a construção de um protótipo, uma prova de conceito. O quê é isso? É uma amostra do que você vai oferecer para os seus clientes. Não precisa ser 100% funcional, mas tem que ter um mínimo que demonstre, não só o produto, mas facilite para o investidor entender melhor a sua capacidade de execução.

Ou seja, é o quanto você consegue fazer com poucos recursos.

Então pense muito nisso, se dedique e trabalhe. Não é fácil, mas é a partir daí que você vai ter um investimento de sucesso para o seu negócio.

Dicas para o sucesso

São pequenas dicas para você não cometer erros e conseguir ter o investimento que você precisa.

Não subestime o conhecimento do investidor.

Não cometa o erro de pensar que você sabe tudo do negócio enquanto o investidor não sabe de nada. Antes de você apresentar o seu negócio pergunte o que ele sabe do negócio e sobre o setor que você vai atuar.

Muitas vezes, ele pode ser um cara que tenha um domínio profundo. É muito comum o investidor ser bem informado, então, não subestime de forma nenhuma.

Pergunte. Se ele entende bastante, já vá direto para os pontos do seu negócio. Se ele disser que ele não conhece muito, seja um pouco mais didático. Tente explicar passo a passo cada item, assim ele terá uma compreensão geral do negócio.

Peça feedbacks.

Pergunte no final da apresentação a opinião do seu investidor. Será que um feedback não pode ajudar você a melhorar o seu negócio ou aperfeiçoa-lo?

Através dos feedbacks você pode conquistar o investidor e a atenção dele para o próprio negócio. Essa é uma forma de você atraí-lo.

LEIA  O diferencial do selo da ABF em uma Franquia. E a Vers Contabilidade possui!

Procure olhar o seu negócio com os olhos dos outros.

Não é normal o empreendedor ser muito apaixonado pelo seu negócio. E é bom isso. Mas você não pode ser cego. Você precisa ter em mente que nem todo mundo olha o seu negócio da mesma forma que você.

Então, procure ouvir opiniões de pessoas que sejam sinceras com você.  Às vezes perguntamos opinião da família e dos amigos. E eles sempre falam: “Ah, está ótimo”. Mas, ninguém vai querer falar um ponto crítico.

Peça opiniões de pessoas que você sabe que vão ser críticas com você porque isso será um bom feedback. Você poderá balizar o que precisa melhorar na sua apresentação e até no seu negócio.

Você precisa ter empatia com o investidor.

Por mais que você pense: “Puxa, esse cara quer investir em mim, ele tem o dinheiro que eu preciso, mas não sei. Eu não fui com a cara dele, por algum motivo”.

É melhor dizer não. Como assim?  Sim, você deve dizer não. Porque têm muitos negócios excelentes que deu errado porque havia desentendimento entre os sócios.

O investidor e o empreendedor não conseguiram se entender no futuro. Então é melhor, às vezes dizer não para conseguir achar o investidor certo e, a partir de aí, você conseguir realmente desenvolver o negócio como deve.

O investidor deve complementar os seus conhecimentos.

Mas também, você deve perguntar qual é a experiência dele. Qual é o background que ele tem. Enfim, em que ele vai poder ajudar, efetivamente.

Porque sem dúvida, o investidor que puder agregar mais valor para você vai trazer um diferencial que ajudará a construir mais o seu negócio.

Objetivos compartilhados.

Um exemplo simples que já foi citado, é questão da saída, da venda no futuro do negócio. O investidor vai querer vender a parte dele, e até se o comprador quiser comprar tudo, ele vai querer que você faça o mesmo com a sua parte.

Portanto, vocês precisam ter um objetivo comum. Se você está construindo um negócio para o resto da sua vida, não procure um investidor.

Porque você terá problemas lá na frente, ou talvez, até na hora da negociação, como por exemplo, o investidor não querer investir no seu negócio.

Enfim, sumarizando, a relação de investimento precisa ter harmonia entre as partes. É claro, pode haver discussões no meio do caminho e vocês podem ter alguma divergência na forma de pensar, mas o respeito, a sinceridade, a transparência e a confiança são os elementos essenciais para o sucesso.

Então, nunca perca esses requisitos que são fundamentais para você conseguir ter um investimento de sucesso.

 

Postado em Empreendedorismo, Estratégia, Negócios