Como faço um demonstrativo de resultados?

O Demonstrativo de Resultados, ou Demonstração de Resultados do Exercício (DRE), é uma demonstração contábil obrigatória, ou seja, deve ser elaborada por todas as empresas. Mas você sabia que, além da questão legal, ela pode ser amplamente utilizada na administração da sua empresa? Ou seja, além de cumprir a legislação, fazer um Demonstrativo de Resultados pode te ajudar na gestão do seu negócio. No post de hoje,  vamos entender melhor o que é esta demonstração, que informações ela fornece e como pode ser usada da melhor forma na sua gestão.

Demonstrativo de Resultados

Essa demonstração apresenta, do ponto de vista econômico, toda a movimentação da empresa durante determinado período — ou seja, ela traz as receitas e despesas incorridas em um determinado período, e no final apresenta o lucro ou prejuízo do exercício.

De forma básica, em sua estrutura poderão ser encontradas todas as receitas realizadas durante um período, sejam elas de vendas ou de prestação de serviços. Posteriormente, poderão ser visualizados os custos e despesas, que são gastos envolvidos de forma direta ou não na geração de receitas. Também podem existir gastos e receitas que não fazem parte da atividade principal da empresa, mas que serão computados para que se chegue ao resultado final, seja ele lucro ou prejuízo.

Assim, o seu principal objetivo é demonstrar, para fins legais, como houve a formação do resultado da empresa. Porém, como já mencionamos, ela não é importante só para isso.

LEIA  Como preencher o livro caixa? A Vers é sua solução!

Utilização do demonstrativo de resultados na gestão de sua empresa

Com o DRE permite fazer a análise horizontal e vertical. Na horizontal, são analisadas temporalmente a receita e a despesas, para identificar como se deu sua evolução. O interessante dessa análise é entender a evolução tanto dos ganhos quanto dos gastos.

Já na análise vertical são feitas comparações de contas de acordo com seus grupos. Assim, pode-se compreender quanto uma despesa com telefone, por exemplo, e como isso impacta no total de despesas. Com a combinação dessas duas, podem ser compreendidas tendências e feitas projeções que poderãoauxiliar a empresa.

O Demonstrativo de Resultados pode ser combinado com outros documentos, para permitir uma análise da situação financeira da empresa.

DRE e Balanço Patrimonial

Juntamente com o Balanço Patrimonial, que oferece o ponto de vista financeiro da empresa, o Demonstrativo de Resultados pode ser usado para apresentar o resultado econômico; ou seja, nesse documento podem ser vistas as receitas e gastos e no Balanço Patrimonial, os valores de caixa, bancos, entre outros recursos financeiros.

DRE e Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC)

Além disso, a empresa também pode elaborar a Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC), que une os dois documentos anteriores e permite ao gestor, por exemplo, comparar o quanto de vendas estão sendo recebidas à vista e a prazo.

Além dessas, podem ser combinadas outras informações, como as que são utilizadas para análises envolvendo a margem líquida, que considera o lucro líquido do período dividido pelas vendas efetuadas e demonstra o percentual de faturamento que efetivamente foi realizado e se tornou lucro líquido.

Lembre-se que o Demonstrativo de Resultados é importante do ponto de vista legal, pois é uma demonstração contábil que deve ser elaborada e apresentada por todas as empresas. Porém, já que você tem que elaborar esse documento de qualquer maneira, por que não aproveitá-lo para melhorar a gestãoda sua empresa?

LEIA  Controle Orçamentário 2019 – Por onde começar?

Tirou todas as suas dúvidas sobre o Demonstrativo de Resultados? Como você pretende usar o DRE na sua empresa? Conte para a gente e tire suas dúvidas nos comentários!

Postado em ContabilidadeTagged , ,