Contabilidade própria é a melhor opção para a minha empresa?

A escrituração fiscal e contábil é uma demanda exigida por lei, com regras especiais para cada porte de empresa, atividade e regime de tributação. Por isso, as organizações devem investir nos melhores serviços de contabilidade que puderem, de maneira que não tenham quaisquer complicações com o Fisco e órgãos de fiscalização. Além disso, a contabilidade perfeitamente afinada garantirá ao gestor uma noção precisa da situação financeira da companhia, lhe dando mais base para decisões estratégicas de seus aportes financeiros. Só que, na hora de decidir o que vale mais a pena, ter um departamento de contabilidade dentro da empresa ou terceirizar esses serviços, muitos gestores ficam com uma gigantesca dúvida para deliberar. Por um acaso você está passando por esse dilema? Então, leia mais a seguir e entenda, de uma vez por todas, se ter uma contabilidade própria é conveniente para sua empresa.

Avalie as despesas de implementação

Esta é geralmente a primeira ótica do gestor, apesar de não ser a única que deve ser levada em consideração para a sua análise. Ter um ou mais contadores empregados, além dos auxiliares, significa a exposição maior da empresa a diferentes questões salariais e trabalhistas, já que vai haver vinculação de emprego – não só em caso de rescisão contratual, mas ainda as férias, 13º salário, adicionais. Desta maneira, a terceirização representa uma redução de custos evidente.

Considere a produtividade do setor contábil

De certa forma, dependendo do porte da empresa e do volume de seus negócios, não haveria tarefas e serviços suficientes para todos os envolvidos com sua contabilidade interna ao longo do mês. O que significa dizer que seus contadores poderiam ter diversos períodos ociosos. Isso sem falar que, nas ocasiões de férias e repousos remunerados de grande extensão (como é o caso dos feriados), os serviços estarão temporariamente suspensos ou ter o ritmo diminuído. Em um escritório de contabilidade, seus prazos de entrega de resultados e planilhas contábeis nunca atrasam. E caso excepcionalmente atrasem, o escritório poderá ser responsabilizado por eventuais danos ou sanções recebidas pela empresa, caso ela não tenha culpa comprovada.

LEIA  Dicas Vers para ter um perfil no LinkedIn campeão

Concentre-se na sua atividade-fim

Com a terceirização da contabilidade, ocorre um ganho enorme em produtividade, sobretudo se a empresa é de pequeno ou médio porte, permitindo-se que tais organizações mantenham o foco na sua atividade principal. O gestor poderá se ocupar muito mais em analisar cenários e elaborar estratégias de mercado para superar sua concorrência e abrandar as despesas de sua empresa. A contabilidade interna acaba valendo mais a pena para os grandes conglomerados de negócios e organizações que tenham atividade contábil extremamente complexa.

Não tenha receio de perder o sigilo em suas operações

Há empresas que, mesmo de menor porte, operam com informações sigilosas, como startups e empresas de desenvolvimento de soluções tecnológicas. Mas não há empecilho para que as empresas desse ramo terceirizem sua contabilidade. Além da possibilidade de ajustar o serviço com uma cláusula de confidencialidade, as várias experiências com escritórios contábeis não deixam de comprovar que é garantido abrir suas finanças para os profissionais íntegros e que sejam conhecidos pela sua retidão no mundo da contabilidade. Portanto, caso exista qualquer dúvida a respeito da lisura do escritório ou do contador, examine o registro do lugar no Conselho Regional de Contabilidade, busque saber acerca da reputação no mercado e faça sempre um contrato escrito para o serviço prestado.

E então, o que você acha melhor fazer na sua empresa, alimentar uma estrutura interna para cuidar de sua contabilidade ou terceirizar os serviços contábeis? Como têm sido suas experiências? Conte o que pensa a respeito, nos comentários!

Postado em Contabilidade, EstratégiaTagged , ,