6 dicas matadoras para não errar na sua estratégia de e-mail marketing

Qualquer empreendedor sabe que as redes sociais são o espaço em que os internautas ficam a maior parte do tempo que passam na Internet. As campanhas de e-mail marketing, no entanto, continuam sendo uma das melhores ferramentas para que as pequenas e médias empresas (PMEs) criem oportunidades de negócio com seus consumidores.

Para se ter uma ideia, aqui vai um dado impressionante: você sabia que o e-mail é 40 vezes mais eficaz do que contas que se faz para seguidores, curtidas e compartilhamentos no Facebook e no Twitter juntos? Essa estatística, levantada por um estudo da McKinsey & Co., comprova que, para fazer com que seus produtos e serviços cheguem aos potenciais clientes da melhor maneira possível, também é preciso desenvolver uma boa estratégia de e-mail marketing.

Confira 6 dicas matadoras para não errar nessas campanhas indispensáveis para seu sucesso:

Estude os números

Campanhas de e-mail marketing bem-sucedidas dependem de listas em que os usuários autorizaram o recebimento de e-mails previamente e que os endereços estejam corretos.

Por isso, após cada envio, confira as taxas de entrega, abertura e cliques para limpar os contatos inadequados e verificar se o dinheiro investido nas campanhas não está sendo jogado fora.

Promova ações especiais

Alguns usuários de sua base jamais abriram qualquer e-mail enviado pela sua empresa. Identifique esse público e, ao invés de continuar divulgando produtos e serviços, faça um envio específico convidando-os a saberem mais sobre o negócio.

Dessa forma, você pode resgatar a atenção dessa parcela da base e voltar a incluí-los na estratégia regular.

LEIA  Centro de custos: o que é e como aplicar na sua empresa

Faça uso da segmentação e personalize

As PMEs, assim como as grandes empresas, possuem perfis diferentes de consumidores em sua carteira. Alguns fazem compras de maior valor, vários priorizam somente o preço na hora da compra e outros se preocupam com o relacionamento.

Por isso, vale a pena segmentar a base para fazer envios personalizados para cada perfil de público. Ainda que a oferta seja a mesma, sua empresa pode abordá-la de diferentes formas para chamar a atenção de cada consumidor com base naquilo que é prioridade para ele, aumentando as chances de conversão.

Destaque o CTA (call-to-action)

Se você conseguiu chamar a atenção do cliente com o título do e-mail e fez com que ele se interessasse pelo conteúdo, a parte mais difícil do trabalho já foi feita. Mas ainda é preciso garantir que o internauta irá dar sequência ao processo clicando para saber mais sobre a empresa ou comprar produtos e serviços.

Por isso, coloque o call-to-action (CTA) (ou seja, o link chamando o cliente para clicar e tomar uma decisão) em um local privilegiado do e-mail. Faça testes posicionando os links em diferentes posições para ver quais podem trazer melhores resultados.

Evite cair em pegadinhas

Algumas práticas comuns em campanhas de e-mail marketing podem fazer com que um determinado envio trilhe um caminho direto para caixa de spam, reduzindo drasticamente as taxas de abertura.

Evite, por exemplo, e-mails que só possuem imagens ou o uso de palavras como “grátis” e “descontos”. Dessa forma, você minimiza o risco de que o envio seja classificado como spam automaticamente pelos servidores.

Seja pessoal

As PMEs também podem melhorar o desempenho de suas campanhas de e-mail marketing caso os envios sejam feitos em nome de uma pessoa real.

LEIA  Propósitos empreendedores: saiba como alcançar os seus?

Seja um CEO, gestor ou especialista, o envio a partir de uma conta pessoal cria identificação com o público-alvo e aumenta as chances que eles se engajem na conversa.

Para perceber como as empresas disputam a atenção dos consumidores nas campanhas de e-mail marketing, basta acessar sua própria caixa de entrada. Não se perca nesse oceano vermelho: adote boas práticas para não prejudicar a reputação digital da organização e sair na frente.

E você, como vem administrando suas campanhas de e-mail marketing? Compartilhe sua experiência e suas dúvidas conosco nos comentários!

 

Postado em Marketing, NegóciosTagged ,