5 dicas para um excelente controle de estoque

Ter um estoque organizado é essencial para o bom funcionamento de qualquer empresa, independente do seu ramo de atuação. Uma circulação adequada de materiais é sinônimo de dinheiro, e pode se tornar até mesmo um grande diferencial para o seu negócio. Esta área fundamental dos empreendimentos, de fato, se for bem gerida, pode destacar sua empresa no mercado e colocá-la à frente da concorrência.

Uma gestão de alto nível nesse setor irá significar mais lucros, menos custos e maior satisfação para você e seu cliente. Além disso, diminuirá seu capital de giro, deixando espaço e fôlego para investir em outros setores. Para conseguir sucesso nesse sentido, uma ação em específico se faz fundamental: controle. Confira nossas dicas para um gerenciamento campeão do seu estoque!

1. Programe suas compras

Saber comprar bem é uma das ações mais importantes para manter um controle acurado de estoque. Neste cenário, é necessário criar, de acordo com sua entrada e saída de capital, um calendário de compras para seus produtos. Este planejamento deve levar em conta os períodos de mais vendas, as datas do ano que apresentam menor movimento e as datas de pagamento e recebimento. Desta maneira, será possível se precaver para controlar também o fluxo de caixa e se programar para uma sazonal queda nas vendas.

2. Invista na padronização/zoneamento

Padronize os seus produtos: cada um deve ter um código exclusivamente para ele. Cuidado para não cadastrar duas ou mais vezes o mesmo item, pois esse erro muito comum gera excessos no estoque e erros de contagem. Se possível, faça uma divisão por zona em prateleiras e salas, e delimite funcionários por esse zoneamento: cada um fica fixo em determinada área, cuidando exclusivamente dos produtos dela.

LEIA  Pensando em contratar um funcionário temporário? Confira nosso Guia

3. Gerencie suas demandas

É muito comum vermos empresas negligenciando esse item tão básico de gestão: analisar periodicamente suas necessidades vai permitir saber a exata necessidade de itens e calcular novos parâmetros de compra. Você deve ter a média de consumo de cada item e se programar, desta maneira,  para não deixar faltar nem sobrar. É básico, porém essencial.

4. Saneamento do estoque

É essencial que você realize periodicamente uma limpeza de materiais que estão ficando obsoletos ou simplesmente não tem venda nos últimos tempos. Faça uso de promoções, vendas especiais ou ainda, a depender do espaço ocupado pelos materiais, se livre deles. O espaço liberado pode ser utilizado de uma melhor forma, e a identificação do problema evitará que você compre outros itens obsoletos, reduzindo seus gastos.

5. Só trabalhe com fornecedores de confiança

Não adianta nada você se organizar de maneira perfeita se seus fornecedores te deixarem na mão. Eles precisam cumprir prazos e atender as suas demandas o quanto antes. Se você também trabalha com estoque compartilhado com esses profissionais, é mais importante ainda que sejam de total confiança. Portanto, neste cenário, mantenha o diálogo e, caso eles não atendam suas necessidades, teste outros. Seu negócio não pode ficar desamparado, pois assim você perderá clientela.

Organize-se já!

Como podemos observar, ter uma boa gestão de estoque não é um bicho de sete cabeças, mas exigirá muita atenção aos detalhes. Adotando essas dicas simples, é possível garantir que sua clientela não fique na mão quando precisar de você. Um controle eficiente dos seus itens é algo primordial para o sucesso da sua empresa, e adotá-lo será de grande valia. Não perca mais tempo, gerencie seu estoque com eficiência e colha os frutos depois!

LEIA  Conheça 6 ações de marketing importantes para quem está começando um negócio

Postado em NegóciosTagged , ,